Mastologia

O Mastologista.

Muitas pessoas não sabem o que faz um mastologista durante uma consulta. Para responder a essa dúvida, saiba que: primeiro ele faz algumas perguntas sobre seu histórico de saúde pessoal e familiar, além dos seus hábitos de vida e suas queixas, ou seja, é uma espécie de entrevista para coletar informações importantes, conhecida formalmente como anamnese.
 
Após a realização da anamnese, é feito o exame físico das mamas e axilas e então são solicitados alguns exames complementares, com a finalidade de verificar se há alguma anormalidade. A partir da avaliação da mamografia, que é o principal método de diagnóstico de doenças da mama, e que nos mostra os resultados mais importantes, podem ser indicadas punções e biópsias para maiores esclarecimentos, além de outros exames diagnósticos como a Ultrassonografia e a Ressonância Magnética, e que auxiliam o mastologista na investigação diagnóstica.

A depender desses resultados, o mastologista então vai conduzir o paciente através do tratamento necessário.

A importância de consultar um Mastologista.

Realizar o autoexame das mamas é fundamental e deve ser feito ao menos uma vez por mês, do terceiro ao quinto dia após a menstruação ou em data fixa para as mulheres que já entraram na menopausa, mas pode ser realizado também diariamente, durante o banho ou em frente ao espelho.

No entanto, o autoexame não anula a necessidade de consultar um especialista pelo menos uma vez por ano. É recomendável que as mulheres visitem um mastologista a partir dos 40 anos, ou antes, se tiverem alguma queixa como dor, vermelhidão, inchaço, caroço palpável na mama ou axila, retração de mamilo, saída de secreção pelo mamilo, ou histórico de câncer de mama na família.

Na primeira consulta com o médico, o mesmo deverá fazer a anamnese, questionando sobre assuntos como histórico familiar, histórico pessoal e hábitos de vida. Após esse questionário o Mastologista iniciará o exame clínico das mamas e axilas por meio de toque.

Ao final deste exame ele poderá solicitar exames complementares como a mamografia, ultrassonografia ou ressonância das mamas. O mastologista pode, quando necessário, realizar uma punção (espécie de biópsia).

Então quando você deve se consultar com um mastologista?

Sempre que houver alguma suspeita ao realizar o autoexame de mamas, independente da sua idade. 

Anualmente, a partir dos 40 anos, na ocasião da realização da mamografia, conforme orientação da Sociedade Brasileira de Mastologia (sbmastologia.com.br)

E em casos em que haja câncer de mama diagnosticado na família, nessa situação o seguimento e periodicidade devem ser indicados pelo mastologista

A Mastologia Masculina.

Engana-se quem pensa que a mastologia é uma especialidade médica exclusivamente feminina.

Os homens também podem ser acometidos pelo câncer, representando cerca de 1% de todos os casos de câncer de mama podendo estar relacionados a mutação genética.

Existem ainda outras doenças benignas que acometem a mama masculina como a mastite, ou inflamação da mama e a ginecomastia, que corresponde ao crescimento da mama masculina, fisiológica na puberdade e muitas vezes com regressão espontânea, mas que pode se originar a partir do uso de medicações ou de doenças e disfunções de outros órgãos, como a tireoide, rim, fígado e testículos, levando a desconforto local nas mamas e problemas estéticos.

O homem não precisa de um acompanhamento de rotina como ocorre com a próstata, ou no caso da mama feminina, contudo ao se perceber qualquer anormalidade nas mamas o mastologista deve ser consultado.

Exames Complementares da Mastologia.

Para realizar diagnósticos, a mastologia conta com exames complementares de imagem como a mamografia, a ressonância magnética e o ultrassom das mamas, além das avaliações hormonais que auxiliam o estudo médico. Caso sejam encontradas alterações, podem ser solicitadas ainda punções e biópsias.

Uma consulta médica com um mastologista pode ser feita a partir da indicação de alguma outra especialidade como ginecologia e endocrinologia. No entanto, é importante lembrar que mulheres acima dos 40 anos devem fazer o acompanhamento anual de rotina com um médico mastologista, ainda que não apresentem sintomas.

O câncer de mama é uma doença silenciosa e, quanto mais cedo ele for diagnosticado, melhores serão as chances de recuperação.
Editorial, 26.AGOSTO.2021 | Postado em Geral


  • 1
Exibindo 1 de 1