Saiba como funciona e quem pode usar o contraceptivo Implanon


contraceptivo Implanon é um método anticoncepcional em forma de um pequeno tubo de silicone, com cerca de 3 cm de comprimento e 2 mm de diâmetro, que é introduzido embaixo da pele de um dos braços.
Este implante tem uma eficácia superior a 99%, dura 3 anos e atua liberando um hormônio para o sangue, tal como a pílula, mas, neste caso, essa liberação é feita de forma contínua, impedindo a ovulação sem que seja necessário tomar um comprimido todos os dias.
O implante anticoncepcional deve ser prescrito e só pode ser inserido e retirado pelo médico ginecologista. Ele é colocado, preferencialmente, até 5 dias após o início da menstruação e pode ser com adquirido em distribuidores ou em centros especializados na inserção.


Como funciona o contraceptivo Implanon?

Após conversar com um profissional da área da saúde e decidir que o implante é o método contraceptivo ideal para você, é necessário confirmar que não está grávida para que o implante possa ser colocado. 
Com anestesia local, um Médico bem treinado insere o implante logo abaixo da superfície da pele com uma agulha especial. Depois de concluída a colocação, você estará protegida e sem a preocupação de usar cartela durante muito tempo. 
O implante é adequado para mulheres que desejam um meio contraceptivo bastante eficaz e reversível de longa duração, e querem evitar um esquema de controle diário, semanal ou mensal. Pode ser removido a qualquer momento com um procedimento simples por um Médico treinado para isso. 
Depois de retirado o implante, o efeito contraceptivo passa logo e você pode engravidar tão rápido quanto mulheres que não utilizam nenhum método anticoncepcional.


Efeitos colaterais

Em alguns casos a progesterona liberada não inibe completamente a menstruação, levando a sangramentos irregulares. 
Além disso, a progesterona pode provocar aumento da oleosidade da  pele do rosto  e o aparecimento de acne. 
O medicamento pode também causar retenção de líquido, em poucos casos .


Duração do contraceptivo Implanon

O contraceptivo Implanon libera hormônio por três anos. Após esse período, é recomendada sua troca. Apesar do prazo de validade, o  implante contraceptivo garante proteção para até seis meses após o prazo de uso, mas ainda assim é recomendada a troca a cada três anos.


Retirada do implanon

Apesar de durar três anos, o dispositivo pode ser retirado a qualquer momento. O procedimento de extração ocorre com anestesia local e uma pequena incisão onde o implante se encontra. Em uma pequena parcela dos casos, o dispositivo pode mudar de posição, sendo necessária investigação médica e/ou exames complementares ,como a USG ,  para localizá-lo embaixo da pele.
Em caso de gravidez,que muito raramente pode ocorrer, o implante deve ser retirado imediatamente, pois o hormônio presente pode levar à masculinização do feto. Além disso, câncer de mama e nos orgãos genitais  ou sangramentos sem causa aparente são outras contraindicações para usar o produto.


Quem não deve usar o contraceptivo Implanon?

O implante contraceptivo não deve ser usado por mulheres que possuem trombose venosa ativa, em caso de tumor no fígado benigno ou maligno, doença no fígado grave ou inexplicada, sangramento vaginal sem causa específica, durante a gravidez ou em caso de suspeita de gravidez, câncer de mama e câncer ginecológico homônio dependente.

Realize acompanhamento médico no Grupo CAM para saber mais sobre o contraceptivo Implanon. Clique aqui e agende uma consulta com um médico ginecologista agora mesmo!
Editorial, 03.SETEMBRO.2020 | Postado em Geral


  • 1
Exibindo 1 de 1